Aquela chamada de Criatividade

Por todo lado que olhamos recebemos uma quantidade absurda de informações das quais o nosso cérebro processa e cria novas visões e perspectivas. Através disso nossa criatividade floreia e temos ideias inimagináveis sobre coisas que não havíamos pensado antes.

A criatividade é algo imensamente interessante, ela está 100% conectada a nossa curiosidade, do qual está nitidamente ligada ao processo de crescimento humano, podendo tornar o aprendizado algo prazeroso. Por isso muitas vezes quando buscamos informações sobre aspectos que são do nosso interesse temos um sentimento de prazer.

A curiosidadeé o movimento por trás de todo processo de desenvolvimento humano, e é sempre bom lembrar que grandes descobertas e invenções começaram pela curiosidade.

Como diz uma citação de Einstein:

“Não podemos deixar de nos abalar com a maravilha ao contemplar os mistérios do tempo, da vida, da maravilhosa estrutura da realidade. É suficiente se buscarmos simplesmente compreender um pouco desse mistério a cada dia. Nunca percam a curiosidade. Nunca deixem de se maravilhar”.

A criatividade não nasce da razão e sim de aspectos emocionais. É uma habilidade que nasce conosco e é extremamente essencial na nossa vida, pois nos ajuda a encontrar um olhar inovador sobre os desafios do nosso dia a dia, mostrando ser necessário um estímulo contínuo.

Muitas pessoas possuem o receio, o medo e acabam inibindo essa característica, o que claro pode derivar da educação recebida. Quando aprendemos a obedecer mais e questionar menos, automaticamente estamos anulando a nossa curiosidade e criatividade.

O processo criativo

O processo criativo é desenvolvido através de insights que acabam surgindo através de conexões, por isso quanto mais informações você tiver, mais ideias para esse processo você terá.

Muitas pessoas famosas tiveram insights em momentos inusitados, simplesmente porque conectaram as coisas do seu dia a dia ao seu problema em questão. Isso nos faz pensar no nosso repertório de conhecimento, do qual é sempre vantajoso amplia-lo, pois ele faz total diferença no nosso processo criativo.

E os famosos bloqueios criativos? São etapas necessárias e comuns que passamos. Existem três tipos de bloqueios bem conhecidos:

  • Os Perceptivos: temos quando possuímos dificuldade de reconhecer algum tipo de problema.
  • Os Culturais: esse está bem explícito o motivo, não?
  • Os Emocionais: o famoso receio de apresentar algo e estar errado.

O medo excessivo de nos sentirmos errados, muitas vezes impede a exploração de novas ideias. Hoje quando você pede uma pizza na sua casa, você inova ou pede sempre os mesmos sabores? Você procura provar coisas novas? Fazer coisas novas? Sair da sua rotina? Você leria um livro com um tema que não tem nada a ver com você?

Quando você falha, você tenta novamente? Você tenta de forma diferente? Acreditar em si mesmo é o primeiro passo da nossa longa caminhada e o fator de acreditar está relacionado diretamente a nossa curiosidade, ao fato de querer saber mais, entender mais, afinal confiar no seu potencial é continuar sempre buscando novos caminhos com muita curiosidade e criatividade.

Como a criatividade precisa ser sempre instigada, é possível ignorarmos a existência da mesma, até porque é através do processo criativo que desenvolve-se perfis inovadores. Permita-se sair fora da sua zona de conforto e busque sempre por coisas diferentes.

Originally published at https://jessicaangelf.medium.com on August 17, 2021.

Impulsionar pessoas para inovar o mundo

Impulsionar pessoas para inovar o mundo