Afinal, o que é Ho’oponopono?

Garota em postura de meditação e puro relaxamento

O termo Ho’oponopono tem origem havaiana, e une dois vocábulos que, juntos, buscam traduzir um ato de consertar, endireitar, revisar algo. Na língua havaiana, a palavra é definida por:

  • Ho’o = “causa”
  • ponopono = “endireitar, arrumar, alterar, revisar, ajustar, corrigir, ordenar”

Caso você já tenha pesquisado a prática do Ho’oponopono, provavelmente viu que a é comumente apontada como um tipo de oração ou mantra. Ao repetir quatro breves frases mentalmente ou em voz alta, a prática de Ho’oponopono busca te encaminhar para um processo de autoperdão, autocura e paz interior.

As frases proferidas em uma prática de Ho’oponopono da identidade própria são as seguintes:

“Sinto muito. Me perdoe. Eu te amo. Obrigado”

A ideia central do Ho’oponopono é que, através da repetição dessas quatro frases citadas acima, você consiga aceitar sua responsabilidade diante de um problema ou situação difícil.

É ao se conscientizar sobre determinadas atitudes — sejam elas suas ou alheias — que você pode encontrar perdão, amor, gratidão e, mais do que tudo, paz interior.

Falando assim, pode parecer que a resolução dos problemas se dá em um passe de mágica.

Mas não é bem assim, trata-se de um processo, uma reformulação dos seus pensamentos, uma reprogramação mental de como você encarar os problemas e dificuldades do cotidiano.

“Ho’oponopono é sobre apagar as memórias que criam problemas para nós […] e a única forma que esses problemas podem ser resolvidos é olhando para mim e dizendo para a divindade dentro de mim: ‘me desculpe, por favor, me perdoe’” ( Dr. Hew Len)

A prática de Ho’oponopono pareceu muito simples para você? Se você olhar pelo lado de que se trata da repetição de quatro frases, realmente pode parecer fácil.

Mas quando lembramos do objetivo do Ho’oponopono, fica visível a complexidade dele. Afinal, perdoar — seja a outras pessoas ou a si mesmo — nem sempre é uma tarefa fácil, menos ainda assumir responsabilidades. Na verdade perdoar e se perdoar é um dos atos mais complexos e sublimes que um ser humano pode executar.

Para que você consiga atingir a paz interior visada pelo Ho’oponopono, é preciso acreditar no poder dessas palavras. Acreditar e colocá-las em prática para que a vivência do Ho’oponopono seja absorvida pelo praticante em sua completude.

E isso não necessariamente caracteriza um ritual religioso específico. Independente de qual seja sua crença, o Ho’oponopono pode ser aplicado. Afinal, ele trata do ato de reconhecer que a resposta para seus problemas e conflitos estão também dentro de você.

Isso, para algumas pessoas, pode levar algum tempo.

Consequentemente, cada pessoa poderá sentir os resultados e impactos do Ho’oponopono em períodos de tempo diferentes. Então é preciso respeitar seu processo.

Ho’oponopono — Ulrich Emil Duprée

Neste livro, o professor, escritor e pesquisador espiritual Ulrich Emil Duprée mostra que a transformação amorosa promovida pelo Ho’oponopono nos torna capazes de entender — e aceitar — que situações, acontecimentos e encontros pelos quais passamos estão relacionados a nossos atos, escolhas e pensamentos de ontem e de hoje. Disponível na Amazon.com.

O álbum de Mindfullness Meditation World poderá te ajudar na prática:

Originally published at https://medium.com on April 6, 2022.

--

--

Impulsionar pessoas para inovar o mundo

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store